ÁREA RESTRITA - Bem Vindo {NOME_USUARIO}


NOTÍCIAS

Comissão do Projeto "Reciclar é Viver" conhece programa e cooperativas de reciclagem em Chapecó

Objetivo foi conhecer o trabalho social realizado com as famílias de catadores de materiais recicláveis, bem como conhecer na prática o sistema de coleta, separação, associativismo e a comercialização destes materiais.

06/09/2019 às 18h08
Atualizada em 10/09/2019 - 21h03

Integrantes do Projeto "Reciclar é Viver" de Abelardo Luz estiveram visitando, na tarde desta quarta-feira (4), a Oficina Educativa "Verde Vida" e duas cooperativas de reciclagem na cidade de Chapecó, que há vários anos desenvolvem ações voltadas na área da sustentabilidade, responsabilidade social e geração de renda. 

O objetivo foi conhecer o trabalho social realizado com as famílias de catadores de materiais recicláveis, bem como conhecer na prática o sistema de coleta, separação, associativismo e a comercialização destes materiais.

Além do prefeito Wilamir Cavassini, secretários e servidores municipais, acompanharam a visita também dois coletores de materiais recicláveis de Abelardo Luz Lirio Schimidt e Vilson de Paula. Os dois fazem parte do projeto que no dia 21 de setembro estará inaugurando seu Centro de Reciclagem no bairro Alvorada, nas proximidades do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), onde também sera construída uma horta comunitária.

A primeira visita foi na Oficina de Convivência Verde Vida que existe há 25 anos na região do bairro Bom Pastor. O programa mantem todas suas atividades e oficinas socioeducativas, através da coleta, separação e venda de lixo reciclável, além de doações de empresas, prefeitura, parceiros e voluntários. No último ano, o programa também recebeu recursos do Criança Esperança no valor de R$ 100 mil.

O grupo foi recebido pelo coordenador da Área Social, Odair Balen, que apresentou todas oficinas que são oferecidas a 120 crianças e adolescentes em situação de risco social. Balen também levou os visitantes para conhecer a horta orgânica, projeto mais recente a ser implantado, onde são produzidas hortaliças para o consumo próprio e também para comercialização nas feiras e supermercados de Chapecó.

Já a área de separação do lixo foi apresentada pela encarregada de produção Silmari Pereira. Ela levou os visitantes para dentro dos pavilhões, mostrando todas as fases do processo de separação do lixo, dando dicas aos dois catadores de como agregar mais valor ao lixo durante a separação, além de relacionar uma lista de materiais que o programa não recicla, mas que muita gente pensa ser reciclável.

COOPERATIVAS DE RECICLAGEM

O grupo também conheceu o funcionamento de duas cooperativas de reciclagem: a Associação dos Recicladores Raio de Luz (AMARLUZ) e a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis Vida Nova (AMAVI). Ambas são formadas por famílias que vivem exclusivamente do trabalho da separação e venda de lixo reciclável, oriundo da Coleta Seletiva realizada pela prefeitura de Chapecó.

Todo material que chega ao barracão da cooperativa é separado, prensado e depois é vendido. Com o valor arrecado é pago todas as despesas mensais e o lucro líquido é dividido em parte iguais entre todos os associados Segundo o relato das associações, no último mês cada trabalhador recebeu de salário em torno de R$ 1.200,00.





Fonte: Asscom Prefeitura Abelardo Luz



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM