ÁREA RESTRITA - Bem Vindo {NOME_USUARIO}


NOTÍCIAS

Chapecoense perde para reservas do Flamengo no Maracanã

Equipe carioca marcou com Vitinho e Lincoln. Verdão descontou com Gum, mas não houve tempo para buscar o empate

12/05/2019 às 19h39
Atualizada em 15/05/2019 - 13h55

A Chapecoense entrou em campo neste domingo contra um Flamengo escalado sem seus principais titulares, mas a força do Rubro-Negro no Maracanã falou mais alto e garantiu a vitória à equipe carioca por 2 a 1. Com a derrota, a Chape soma três rodadas sem vencer neste início de Brasileirão. A chance de buscar a recuperação será no próximo domingo, contra o Fortaleza, na Arena Condá.

A história da partida no Maracanã começou a ser decidida logo nos primeiros lances de jogo, quando o Flamengo ensaiou uma formação em pressão e colocou a defesa da Chape à prova. A estratégia deu certo e mexeu com o placar aos 7 minutos: Vitinho recebeu lançamento em velocidade e não perdoou o goleiro Tiepo.

Com a vantagem, o Flamengo tirou o pé do acelerador, mas continuou mandando na partida e sem levar sustos. Diego teve boa chance em cobrança de falta, aos 19 minutos, e depois em um pênalti desperdiçado nos acréscimos da primeira etapa. Destaque nas últimas partidas, o goleiro Tiepo salvou a penalidade e, na sequência, ainda parou um voleio novamente desperdiçado por Diego.

Obrigada a buscar mais o campo de ataque após o intervalo, a Chapecoense teve suas expectativas frustradas no início do segundo tempo. O volante Ronaldo cruzou rasteiro pela direita e Lincoln escorregou para marcar o segundo do Flamengo, aos 6 minutos.

Sem se acomodar com o placar, os donos da casa continuaram em busca do terceiro gol e pediram pênalti numa bola desviada por Gum dentro da área, aos 30 minutos — os atletas do Flamengo reclamaram de toque de mão, mas a arbitragem não confirmou a penalidade. 

Três minutos depois, Bruno Henrique teve chance de ampliar a vantagem, mas foi desarmado por Gum na finalização. Já a Chapecoense tentou responder com Elicarlos, em chute forte aos 37. A bola desviou no meio do caminho e Diego Alves mostrou reflexo para salvar o Rubro-Negro.

O gol que trouxe esperança ao clube catarinense veio apenas nos acréscimos do segundo tempo, quando Gum subiu de cabeça para balançar a rede, mas já não havia mais tempo para a tentativa do empate.


Fonte: Nsc Total



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM